Categorias
Interpretação de Sonhos-pt

Papagaio significado espiritual e esotérico

PPapagaio significado espiritual e esotérico, cultural e também na arte.Na antiga mitologia indiana, o papagaio era um símbolo da lua. Papagaios nos tempos antigos eram mantidos por reis, cantavam os poetas. Como pássaros em bando, eles buscavam contato próximo com humanos. Quando estranhos apareciam, eles deixavam ser conhecidos com gritos altos, então os papagaios de vida livre ficavam atentos.

Em Roma, só os ricos podiam tê-los. Eles mantinham os pássaros em belas gaiolas. O preço de um papagaio muitas vezes excedia o preço de um escravo. Mas pouco a pouco, mais e mais dessas aves começaram a ser importadas para Roma e deixaram de ser uma jóia viva. Eles até começaram a comer papagaios.

Outra tradição originou-se em Roma, que se converteu ao cristianismo. Aqui, os papagaios eram um símbolo de nobreza e presentes caros. A capacidade desses pássaros de imitar vozes humanas foi incrível no começo, mas depois nos acostumamos. Começaram a transferir traços humanos para os papagaios: repetição mecânica do que se ouvia, falas vazias etc. “Loro” está longe de ser uma crítica lisonjeira de uma pessoa.

Curiosamente, papagaios foram encontrados em brasões europeus. Por exemplo, o brasão de armas da cidade de Zwönitz no Erzgebirge (Alemanha) retrata o papagaio de Kramer. Isso se deve ao mosteiro, que pertenceu à cidade. Já na Idade Média, os monges gostavam de manter papagaios (Stephan, 1994).

O papagaio de cauda longa está relacionado ao resto da família do papagaio por sua capacidade de pronunciar palavras.

O mensageiro, o mediador entre o ser humano e o outro mundo, é um simbolismo que deriva claramente da capacidade desta ave de imitar a fala humana. Pela mesma razão, os papagaios foram associados à profecia.

Simboliza a imitação, a repetição sem compreensão.

Como uma ave importada da Índia, já era conhecida na antiguidade e era protegida como mímica de fala. Calímaco (300-240 aC) viu-o como símbolo de um orador tagarela sem mente; uma das fábulas de Esopo descreve este pássaro como um rival da doninha.

Segundo os primeiros fisiologistas cristãos, o papagaio fala como um homem, ao qual o ensinamento de São Basílio: “Imite, homem, a voz dos apóstolos que louvaram a Deus, e louve a si mesmo também. Imite o modo de vida dos justos , e você será digno de alcançar seus tronos brilhantes.”

No bestiário medieval, o papagaio é considerado teimoso. Ele é tão teimoso que você tem que chicoteá-lo com uma barra de ferro para induzi-lo a estudar.

Konrad von Würzburg acreditava que suas penas não se molhavam na chuva e, portanto, ela é um símbolo de Maria, que permaneceu intocada pelo pecado hereditário. Se este pássaro foi retratado nas imagens do paraíso, supôs-se que estava aprendendo a pronunciar o nome de Eva. seu “Ave” invertido é a saudação do anjo da anunciação Gabriel a Maria, o oposto sem pecado da progenitora Eva.

O bico do papagaio era considerado um amuleto que protegia contra febre e demônios.

Na China, o papagaio do sul (ying-wu) era um símbolo de uma mulher pública gentil e falante, mas também um atributo da boa deusa Kuan-yin (japonesa Kannon), com uma pérola no bico.

Na China, significa brilhar, alertando as esposas infiéis.

Nos contos populares chineses, os papagaios informam seus maridos sobre a infidelidade de suas esposas. Como uma tagarela ociosa, “papagaio” é uma gíria chinesa para garotas de bar.

No hinduísmo, um papagaio é um atributo do deus do amor Kama. Um pássaro profético que traz chuva.

na Índia e na América Central, considerou-se que poderiam causar chuva.

Qualidades semelhantes foram atribuídas ao papagaio na América pré-colombiana.

Maurice Buisson, em O Segredo de Scherezade (Paris, 1961), comenta Tutiname, a tradução persa do Livro do Papagaio de Nahshabi. Ele conclui que o papagaio de cauda longa serve como símbolo do mensageiro, junto com um corvo, e também como símbolo da alma (ba egípcio), como outras aves. No “Conselho dos Pássaros”, do poeta persa Farid Ud-Din Attar do século 13, um papagaio está ocupado procurando a água da imortalidade.

Papagaio significado espiritual, esotérico e cultural
Papagaio significado espiritual, esotérico e cultural

Arte

Papagaio significado espiritual e esotérico. Para os artistas góticos, do início do renascimento e do alto renascimento, os pássaros faziam parte de um rico simbolismo visual. Em uma sociedade com alfabetização limitada, as imagens alegóricas eram vitais para a iluminação espiritual e a educação das pessoas comuns.

Por muitos séculos, os artistas atribuíram papéis especiais às imagens de papagaios em suas telas. Em primeiro lugar, isso se deve às características extraordinárias dos papagaios: sua plumagem espetacularmente colorida e sua capacidade de imitar a fala humana. Que significado oculto esse pássaro tinha?

Desde a Idade Média, o papagaio representou o atributo do nascimento de Cristo pela Virgem Maria ou atuou como testemunha da queda. Também foi introduzido como animal de estimação por famílias ricas. Este pássaro era mais perceptível nas cenas holandesas da vida cotidiana.

O papagaio muitas vezes aparece em naturezas-mortas e retratos, às vezes representando ou substituindo pessoas, fazendo o papel de amado de uma mulher ou zombando do absurdo do comportamento humano.

Natureza morta

O gênero natureza morta começou seu desenvolvimento no final do século XVI com cenas da vida cotidiana e do mercado. Papagaios muitas vezes aparecem em naturezas mortas como um símbolo de luxo, por um lado, e como o único elemento vivo entre os objetos “mortos”, por outro. A inclusão de papagaios com naturezas-mortas também é interessante porque conecta os papagaios ao mundo material, à riqueza e ao comércio.

Em pinturas de retratos

No retrato, os papagaios são os mais comuns, sendo animais de estimação populares da classe média alta holandesa no século XVII. Nos retratos infantis, eles são um atributo da educação e, nos retratos adultos, podem ser um símbolo de fidelidade conjugal ou enfatizar o status dos heróis da imagem.

No século 17, a conexão entre mulheres e pássaros engaiolados foi especialmente refletida em pinturas moralizantes (por exemplo, “Casal com um Papagaio” (1668) de Peter de Hooch). A plumagem colorida dos papagaios é muito bonita e decorativa, e essa é uma característica fundamental a ser lembrada quando se trata da ideia de mulher.

Nesta pintura, o papagaio complementa os elementos decorativos da obra e dá um toque a mais às belas peças. A imagem de um papagaio com uma mulher sugere que a mulher é tão decorativa (bonita) quanto um papagaio, e talvez até exótica.

Impossível não mencionar o autorretrato de Frida Kahlo com papagaios nas histórias de papagaios nas pinturas. A pintura foi pintada em 1941, logo após a morte do pai de Frida Kahlo e no início de seu intenso sofrimento físico.

Ele retrata Frida em um traje tradicional mexicano, olhando para o espectador. Seu próprio olhar captura, desviando a atenção dos detalhes da imagem. Apesar de suas cores vibrantes, os papagaios não ofuscam Kahlo. Em vez de menosprezar sua presença, eles a realçam trazendo outra dimensão a ela. Frida fica ainda mais calma, ainda mais contida, porque os papagaios trazem consigo uma bagunça desgrenhada. “Me and the Parrots” é como um oásis de tranquilidade na história de Kahlo.

Apesar de sua dor pela perda de seu pai, seu sofrimento físico e pessoal e seu casamento doloroso, ela ainda conseguiu encontrar um lugar para a paz.

Temas bíblicos

Falando de papagaios em pinturas de temas religiosos, lembro-me antes de mais da gravura de Dürer “Adão e Eva”, que representa um papagaio no quadrado superior esquerdo da gravura. Neste contexto particular, o papagaio funciona como símbolo da Virgem Maria. Hoje a associação simbólica pode parecer tensa, mas pensava-se que o papagaio era semelhante a Maria.

Tanto o papagaio quanto Virgem foram associados a situações tipicamente inacreditáveis: se um papagaio pode ser ensinado a falar, então uma virgem pode engravidar e dar à luz. A gravura mostra uma variedade de criaturas, incluindo uma cobra e um papagaio. Esses dois animais são os mais marcantes e formam um contraste pretendido. Uma cobra carregando uma maçã para Eva é um símbolo do pecado, enquanto um papagaio, desviando os olhos do mesmo pecado, denota a Virgem Maria e a sabedoria.

Atualização 09/2022

Leia também: Significado de sonhar com papagaio; Significado de pessoa espiritual; Definição de saúde espiritual