Gastronomia asiática

  • by

Gastronomia asiática, Cozinha ou gastronomia é frequentemente agrupada por região, mas a comida tradicional associada a uma área específica é apenas uma pequena amostra dos alimentos populares dessa área.

A cozinha regional asiática tende a ser confusa devido ao seu grande termo culinário que engloba todos os alimentos desta área, por ser o maior continente do mundo, por ser formado por diversos países, regiões e culturas.

Muitos especialistas em culinária consideram que o termo gastronomia asiática é muito amplo e geralmente é dividido nas seguintes regiões: Em primeiro lugar, está a cozinha do Leste Asiático, que engloba a comida japonesa, chinesa e coreana.

Depois o do Sudeste Asiático, onde podemos encontrar comida malaia, vietnamita e tailandesa. Já a culinária da Ásia Central inclui comida do Cazaquistão, Mongólia e tibetana.

Mais tarde, no Sul da Ásia existem muitas variedades onde se destacam a comida do Paquistão, Bangladesh e Índia e, finalmente, a comida da Ásia Ocidental, conhecida como a cozinha do Oriente Médio.

Existem muitas diferenças entre os alimentos usados ​​para cozinhar cada um dos pratos da culinária asiática. Uma única região pode oferecer uma grande variedade de pratos nativos.

Um passo muito importante é entender os tipos de culinária que a gastronomia asiática engloba por regiões e suas características.

Características da gastronomia asiática

A seguir, forneceremos uma longa lista de características de cada região que tornam cada prato do continente asiático tão especial:

sul da Asia

A comida nesta área abrange principalmente os seguintes tipos de cozinha: afegã, paquistanesa, indiana, bengali, nepalesa e do Sri Lanka. Estes são caracterizados pelo uso de especiarias moídas, além de ervas fortes.

Os pratos dessas regiões costumam ser temperados com pimenta-do-reino, chili, ghee, manteiga e complementados com carne de cabra, cordeiro, frango ou peixe.

Entre alguns cardápios que você não pode deixar de provar nesta região está o chapati fresquinho, trata-se de pães amassados ​​e cozidos, perfeitos para mergulhar em chutney de manga fresco.

Outro alimento essencial é a sobremesa kheer, é um pudim à base de arroz e laticínios que também inclui passas, cardamomo, castanha de caju, açafrão, amêndoa e pistache.

Ásia ocidental

Esta região é conhecida como Oriente Médio e tem uma gastronomia muito diversa como a dos países que a compõem e que inclui comida israelense, árabe, armênia, curda, turca, azerbaijana e georgiana. A principal característica para reconhecer estes pratos é a utilização de azeites e azeitonas, bem como de sementes de gergelim, grão de bico, salsa, tâmaras, bem como pão sírio e achatado.

Por outro lado, os famosos kebabs, grelhados e tabule são assinatura desta região, assim como os abundantes vegetais e molhos à base de iogurte que não podem faltar nesta cozinha.

Ásia Central

As cozinhas de regiões como Turcomenistão, Usbek, Quirguistão, Kasak e Tajiquistão tendem a ser menos comuns, mas isso não significa que eles não tenham bons pratos em seu menu. O uso de carne bovina é desagradável para os comensais.

As carnes predominantes são borrego, bovino e de cavalo, enquanto arroz, frutas, caldo temperado, pilaf e especiarias dão muito sabor a estes pratos, é importante destacar que o pão é muito apreciado nesta região.

Ásia leste

Nessas regiões a culinária começa a ser mais familiar, entre essas áreas estão a chinesa, a japonesa e a coreana, que são mundialmente conhecidas, embora outras regiões como Mongólia, Taiwan e Macau pertençam ao Leste Asiático.

A China tem apenas 8 variações culinárias diferentes, graças à sua geografia, clima e história. Os alimentos mais consumidos na região são arroz, soja, macarrão, manga, feijão, chá e frutos do mar.

Sudeste da Ásia

Esta região inclui as populares cozinhas vietnamita, tailandesa, cambojana, malaia, do Laos e de Mianmar, esta é uma região muito dinâmica e diversa, onde os ingredientes predominantes são ervas frescas, frutas cítricas, vegetais, arroz e molhos.

Gastronomia asiática, características
  • Save
Gastronomia asiática, características

História da Gastronomia Asiática

De acordo com antropólogos e historiadores da culinária, três categorias principais de culturas asiáticas que se desenvolveram ao longo do tempo podem ser identificadas e são as seguintes:

O primeiro estilo é conhecido como Sudeste, que inclui cozinha indiana, paquistanesa e birmanesa. Tem suas raízes na civilização árabe-persa, que usava os seguintes ingredientes em sua culinária: pão achatado, cordeiro, espetadas, pimenta, cravo e pimenta-do-reino, além de outras espécies fortes junto com ghee.

Outro ingrediente básico é o curry, que fazia parte dessa cultura. Já o hinduísmo sugeria que as vacas eram apenas para a produção de leite e não para o consumo de sua carne. Além disso, arroz, feijão, trigo e cevada chapati foram alimentos que surgiram dessas civilizações.

Na região Nordeste a segunda cultura ou tradição que inclui China, Coréia e Japão, o uso de óleos, gorduras e molhos foi desenvolvido em sua culinária. Enquanto isso, condimentos e temperos vão além da cozinha e também são usados ​​para uso medicinal.

Ressalta-se que a comida também está associada a muitas tradições religiosas, uma vez que várias culturas do Nordeste da Ásia usavam a comida como oferenda para adorar seus ancestrais.

Pode-se dizer que a culinária chinesa é considerada a mais destacada de todos os estilos asiáticos, é muito variada de acordo com cada região. Os pratos desta cozinha tendem a ser mais oleosos e o uso de alho e vinagre é muito comum.

Por outro lado, a comida japonesa destacou o uso constante de alimentos fritos ou, ao contrário, o uso de alimentos crus, como sushi ou sashimi. Enquanto na Coréia, sua culinária se baseia em grelhados ou salteados, sem falar no uso de pimenta malagueta.

Por fim, a terceira cultura é aquela que compreende o estilo sudeste, que inclui países como Laos, Camboja, Tailândia, Malásia, Vietnã, Brunei, Cingapura, Indonésia, entre outros.

A principal característica desta região é a utilização de alimentos aromáticos e levemente preparados, onde se utiliza o refogado rápido, no vapor ou na fervura.

A maioria dos pratos nessas áreas é complementada por temperos e especiarias suaves, bem como sucos cítricos e ervas finas como coentro, manjericão e hortelã.

Pratos típicos da gastronomia asiática

Muitas das receitas da culinária asiática são as que vêm ganhando popularidade e fama internacional, entre as quais se destacam:

  • Xiaolongbao: Também conhecido como pão de cesto pequeno, é originário de uma região de Xangai, na China. É uma massa em forma de bola, recheada com carne de porco cozida no vapor.
  • Fazer esse tipo de comida exige muita paciência, já que o cozimento não é tão fácil quanto parece.
  • Entre os ingredientes usados ​​para fazer essas bolas estão carne de porco, camarão, ervas e temperos. É um prato muito saboroso e o preferido de muitos.
  • Manteiga de Jawain Paratha: Uma coisa perfeita para as manhãs é saborear um delicioso chá junto com a manteiga de Jawain paratha. Este é um pão indiano originário de Peshawar.
  • É um pão achatado feito com farinha de trigo integral que é frito na manteiga (ghee) e recheado com vegetais como couve-flor ou batata cozida.
  • Nasi lemak – Este é um prato simples de arroz com um estilo diferente. O significado deste prato é arroz e gordura; refere-se à cremosidade do leite de coco. Considerado o prato nacional e tradicional da Malásia.
  • Este prato popular da Malásia é feito com leite de coco, arroz, anchovas, fatias de pepino, ovo cozido e amendoim torrado, melhor combinado com frango frito ou frango rendang.
  • Preparar este prato pode ser muito tedioso, eles geralmente recomendam cozinhar a anchova um dia antes para encurtar os tempos de cozimento. O fator surpresa é dado pela fragrância que este maravilhoso prato exala.
  • Ambuyat: este prato conseguiu conquistar os corações dos habitantes e visitantes do Brunei. É um prato reconfortante que apoiou muito os Bruneianos na 2ª Guerra Mundial, quando o arroz era escasso, tornando-se parte da culinária icônica tradicional deste país.
  • É composto por carboidratos à base de amido de sagu e água fervida. Pode ser fácil de preparar, mas é um pouco cansativo, principalmente ao triturar e mexer o amido de sagu.
  • Ambuyat é consumido como um molho feito de binjai (uma fruta local semelhante à manga, mas um pouco mais ácida). Acompanha perfeitamente acompanhamentos como peixes, vegetais ou carnes.
  • Pêlos cristalizados: também chamados de tanghulu, é um sanduíche de frutas, muito popular e tradicional na China, é uma iguaria semelhante às maçãs carameladas.
  • Costuma ser consumido no inverno, sendo feito com frutos de espinheiro chinês, que são revestidos com calda de açúcar e perfurados em espetos de bambu.
  • Kimchi: Este prato é um clássico da comida coreana e hoje é considerado um dos preparativos mais populares para os asiáticos.
  • Esta guarnição é feita com vegetais fermentados e salgados (repolho Nappa ou rabanete coreano) aos quais são adicionados muitos temperos como gengibre, cebolinha, alho, pimenta em pó e marisco.
  • No passado, para preservar o kimchi, ele era guardado em potes subterrâneos, mas a tecnologia atual permite que seja armazenado em refrigeradores.
  • Ais kacang: considerada da mesma forma que Ice kacang e é uma sobremesa da Malásia muito popular em Brunei e Cingapura. Tradicionalmente era feito com gelo picado e feijão vermelho, mas hoje em dia são adicionados gelatina e xarope doce para dar um sabor melhor.
  • Pode ser encontrado em diversas cores, com coberturas variadas e coquetéis de frutas. É uma sobremesa perfeita para os amantes de sobremesas frias ou gelados, pois é muito saborosa.
  • Sushi: considerado o prato tradicional do Japão e classificado como o mais popular do mundo. Entre os ingredientes para seu preparo estão; arroz, vinagre, açúcar e sal, que se misturam com mariscos, peixes, frutas tropicais e vegetais.
  • O preparo do sushi acaba sendo difícil, desde a seleção e limpeza do peixe e marisco, até o corte e apresentação do prato. Além disso, é acompanhado com wasabi, molho de soja e gengibre em conserva.
  • Tortas de ovo: é uma espécie de pastel de nata muito conhecida mundialmente, sendo facilmente encontrada em muitos países asiáticos.
  • É realmente um prato fantástico e consiste numa crosta de massa folhada no exterior, recheada com creme de ovo e cuidadosamente cozida. Depois de cozido pode-se provar o creme junto com a manteiga.
  • Baguetes do Laos: para preparar um sanduíche saudável, o melhor é esse prato delicioso que é muito parecido com o banh do Vietnã. Essas baguetes são fortemente influenciadas pelos franceses, mas apresentam vegetais crocantes.
  • É um prato fácil de preparar e tem ingredientes como agrião picante, cenoura, tomate, peito de frango e ainda uma grande porção de malagueta picante e molho de alho, para lhe dar aquele toque de surpresa.

Especiarias usadas na gastronomia asiática

Entre os temperos e misturas de especiarias comumente utilizados na culinária asiática, destacam-se os chutneys, sambals e dals.

Na culinária vietnamita e tailandesa, a preferência é principalmente por condimentos à base de pimenta, alho, tamarindo, molho de peixe e especiarias de folha. Para os asiáticos, o molho picante é como o molho de tomate para os ocidentais.

Cada região tem um molho apimentado preferido e entre os mais comuns estão: trassi sambal, chili, alho e sriracha.

Da mesma forma, as especiarias são frequentemente misturadas e utilizadas para realçar sabores intensos e baseiam-se principalmente na combinação de sementes de coentro, sementes de gergelim e pimentões defumados, em conserva ou torrados.

Esta mistura de especiarias é utilizada de forma diferente, dependendo da comida e da região, tudo para trazer um equilíbrio picante aos sabores e aromas salgados, doces, picantes e ácidos de cada prato.

Embora algumas misturas de especiarias sejam amplamente utilizadas em todo o continente asiático, outras, como os cinco condimentos e caril, em certas regiões eles vêm em misturas de sabores mais sutis.

Por exemplo, no Leste Asiático, a mistura de especiarias pode incluir temperos de feijão fermentado, molho hoisin, cinco especiarias chinesas, sete especiarias japonesas e teriyaki.

No sul da Ásia o curry tem um tamanho maior, mas varia de acordo com a região; No sul da Índia, essa especiaria tende a ser muito mais picante, mas com nuances de coco; no Paquistão e no norte da Índia são chamados de masalas e são mais aromáticos, suaves e frutados.

Enquanto no Sri Lanka, os caril são mais picantes e feitos de pimenta.

No sudeste asiático, as pessoas podem se divertir misturando o sambal, transformando-o em um molho apimentado, com muita fragrância, além de doce e picante.

Nesta área, o curry também é muito popular, por outro lado, o curry tailandês é picante, azedo, aromático e doce, enquanto o curry vietnamita não é tão intenso quanto o curry indiano, mas mais suave do que o tailandês.

Bebidas gastronômicas asiáticas

  • Leite: essa bebida na culinária indiana está muito presente, se comparada à culinária de outros países asiáticos. É a base ideal para bebidas que ajudam a vencer o calor.
  • Como o leite fermenta facilmente, os hindus costumam adicionar iogurte ou dahi às suas receitas. Além disso, são responsáveis ​​pela produção de queijo (panir) a partir do leite.
  • Lassi: esta bebida tradicional à base de iogurte, aditivos e água, costuma ser servida doce com frutas e água de rosas, para secar ou resfriar com especiarias ou para aliviar o sabor picante dos pratos.
  • Masala chai: é um chá ao qual se adicionam especiarias em diferentes proporções. A base é uma infusão forte de chá preto, leite, açúcar ou mel.
  • Sake: Esta bebida é tradicionalmente consumida com um aperitivo como o sashimi. Existem diferentes regras de etiqueta quando se bebe saquê, é aconselhável cumpri-las se quiser fazer amigos.
  • Por exemplo, deve-se sempre servir o saquê primeiro para o acompanhante e nunca encher o seu próprio copo, neste caso é melhor que outra pessoa o encha.
  • Soju: esta bebida é um destilado de origem coreana obtido a partir da destilação do arroz, seu sabor é semelhante ao da vodka, mas com mais doçura e com um teor alcoólico entre 20 e 45 °.

Leia também: Ano Novo Chinês

Español (Espanhol) English (Inglês) Deutsch (Alemão) Français (Francês) Magyar (Húngaro) Nederlands (Holandês) Italiano (Italiano) Português